sábado, 29 de janeiro de 2011

Atualização do blog

Olá pessoal...

Estou um pouco ausente, mas no mês de março retomo as postagens.

Até breve...


quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Continuando as discussões


Valente, (1993 apud ALMEIDA,2000,p.15) afirma que a entrada dos computadores na educação acontece concomitantemente com a necessidade de se repensar os rumos da escola e o papel do professor. Não podemos, no entanto, acreditar que a simples inserção dos computadores no universo escolar irá resolver os problemas da educação atual.

Diante do exposto, assista neste vídeo uma entrevista com o
Professor de Psicologia da Educação da UFRGS, Professor Paulo Francisco Slomp sobre a  importância das tecnologias digitais na educação.

Em seguida, faça suas reflexões sobre a seguinte questão:

O que as tecnologias podem acrescentar à prática dos professores?


TICs e redes sociais na formação de professores - TV Escola (1)
video

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Tecnologias digitais na educação


         Aos professores e professoras,
(…) a minha questão não é acabar com a escola, é mudá-la completamente, é radicalmente fazer que nasça dela um novo ser tão atual quanto a tecnologia. Eu continuo lutando no sentido de pôr a escola à altura do seu tempo. E pôr a escola à altura do seu tempo não é soterrá-la, mas refazê-la.(Freire, 1996).

Fonte: Google Images
A fala em epígrafe foi extraída do memorável debate entre o educador Paulo Freire e Seymour Papert, renomado teórico sobre o uso de computadores na educação. Enquanto para Papert a escola, tal como a conhecemos, tinha os seus dias contados, Freire defendia a permanência da escola e a ideia de colocá-la em sintonia com  seu  tempo, ou seja, de incorporar a ela todas as conquistas da inteligência humana, de forma crítica e democrática. Se, por um lado, as crianças já nascem imersas numa cultura em que as inovações tecnológicas são uma presença quase que 'naturalizada’ na sociedade, por outro, em nosso país, essas conquistas ainda não são acessíveis a uma parcela da população, o que faz com que a escola seja um importante espaço de acesso a esses artefatos tecnológicos e à aprendizagem de suas linguagens específicas


Esse trecho da autora Rosa Helena Mendonça (Supervisora Pedagógica do programa Salto para o Futuro) é uma chamada aos professores e professoras por meio do programa Salto para o Futuro, com a série Tecnologias Digitais na Educação no sentido de sensibilizá-los para o uso dos recursos digitais na sua prática pedagógica.

Sabemos que a grande maioria das escolas públicas (em especial aquelas do ensino fundamental II) por meio do PROINFO (Programa Nacional de Informática na Educação) tem sido contempladas com o recebimento de Laboratórios de Informática.
Não obstante, a utilização destes vem acontecendo timidamente ou até mesmo ficando obsoletos devido ao descaso pelos professores e em alguns casos até mesmo pela equipe gestora.

Frente a essa situação e tomando como referência alguns textos da série Tecnologias Digitais na Educação, ou outros (sintam-se à vontade para pesquisar) vamos discutir um pouco sobre essas e outras questões relacionadas ao tema?

Então professor(a), caso possua em sua escola, como tem sido a utilização do Laboratório de Informática com seus alunos?

Que outros recursos digitais tem sido seu aliado para contextualizar o ensino?

Tens alguma experiência exitosa com o uso desses recursos? Ou alguma proposta de trabalho para compartilhar?

Vamos lá!!!

Aguardo as contribuições de vocês colegas.